Lealdade Sincera

Lealdade Sincera

A natureza do relacionamento entre senhor e escravo exige lealdade sincera. Jesus explica que a dupla lealdade é impossível, “pois ou ele odiará um e amará o outro, ou será dedicado a um e desprezará o outro”. Judas Iscariotes tentou fazer esse caminho, reconhecer Cristo como Senhor, mas também se apegar ao seu próprio amor pelo dinheiro.

Mas quanto mais ele caminhava por essa estrada, mais intensa se tornava a distinção, de modo que seu ódio por Cristo e amor ao dinheiro levou à traição a Cristo. “Ninguém pode servir a dois Senhores.” Jesus descreve o mesmo problema na parábola do semeador (Mt 13:18-23).

A semente que caiu entre os espinhos, representa a pessoa que professa ser um seguidor de Cristo e pelas evidências imediatas parece que tem uma vida séria.

Mas Jesus diz que o que aconteceu a esse homem que ouviu a Palavra e deu uma resposta a ela foi que “a preocupação do mundo e a falsidade da riqueza sufocaram a palavra e ele se tornou infrutífero”. Por um tempo, a pessoa tenta servir aos dois senhores, mas logo descobre que são caminhos distintos, de modo que se dedicará a um e desprezará o outro.

Alguns entenderam mal esses versos ao ponto de se tornarem eremitas por medo de serem sobrecarregados com coisas materiais. Devemos encarar a realidade de que viver nesta vida significa que teremos que encarar o mundo material. Com base na Bíblia o mal vem quando colocamos as posses materiais no lugar de Deus, transformando em objetos de adoração e devoção, outro senhor.

Nós ainda temos que viver no mundo, manter empregos, ter um lugar para morar, gastar dinheiro, etc. Cristo apenas requer sua lealdade sincera a Ele. Portanto, tenha muita cautela com as posses e ambição egoísta, enxergue a devoção a essas coisas como uma contradição ao amor leal por Cristo.

Permita que seus bens sejam apenas meios para servir a Cristo.

Pense Nisso

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.