Porque Deus exige honestidade absoluta?

Porque Deus exige honestidade absoluta?

Honestidade

Deus impôs um padrão de honestidade absoluta por algumas razões:

Não podemos ser desonestos e amar a Deus. Quando somos desonestos agimos como se o Deus vivo não existisse, e é impossível amar a Deus se Ele não existe.

Pare e pense sobre o que dizemos quando tomamos a decisão de sermos desonestos: Deus não pode prover exatamente o que eu preciso mesmo que Ele tenha prometido fazê-lo (Mateus 6:33). Vou agir por minha própria conta e do meu próprio jeito desonesto. Deus não conseguirá descobrir minha desonestidade. Deus não tem poder para me disciplinar.

Se crêssemos, de fato, que Deus poderia disciplinar-nos, não consideraríamos agir de forma desonesta. O comportamento honesto é uma questão de fé. Uma decisão honesta pode parecer tola, à luz das circunstâncias observadas por nós. No entanto, uma pessoa fiel a Deus domina a arte de considerar um outro fator válido, mesmo que seja invisível: a pessoa de Jesus Cristo.

Cada decisão honesta fortalece nossa fé no Deus vivo. Mas, se escolhermos a desonestidade, estaremos negando, em essência, a existência do Senhor.

As escrituras declaram que aqueles que praticam a desonestidade odeiam a Deus: “O que anda na retidão teme ao Senhor, mas o que anda em caminhos tortuosos, esse o despreza”.

Não podemos ser desonestos e amarmos nosso próximo. O Senhor ordena honestidade absoluta porque o comportamento desonesto quebra o segundo mandamento. “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Marcos 12:31.

Portanto, que “Sejam sempre alvas as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça”. Eclesiastes 9:8

Pense nisso!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.